Publicado em

5 dicas essenciais para quem quer saber como ficar ruiva

Se você chegou até esse post, provavelmente quer saber como ficar ruiva, certo? Saiba que esse é um procedimento completamente possível, mas que exige alguns cuidados. Escolher o volume da água oxigenada errado ou mesmo uma coloração que não seja adequada para a cor do seu cabelo, pode causar resultados catastróficos.

Pensando em te ajudar, hoje separamos 5 dicas que são essenciais para quem deseja ter essa cor nos cabelos, confira!

1. Faça ao menos a primeira aplicação com um profissional

Ser ruiva de fato não é barato, já que a manutenção precisa ser feita mais ou menos a cada 20 dias. Com o objetivo de economizar, muitas mulheres pintam os cabelos em casa e isso até é possível.  Entretanto, você tem que saber que esse é um processo químico e, se você não tem muita prática, é possível que algumas coisas deem errado.

Seu vermelho pode ficar manchado, danificado e com uma tonalidade diferente da que você deseja. Por isso, procurar um profissional para fazer a coloração é o mais indicado, principalmente na primeira aplicação.

O cabeleireiro avalia o estado do cabelo e analisa quais são os tons que mais combinam com a cliente. Quando as cores da raiz e das pontas estão diferentes, ele pode até usar água oxigenada de volumes diferentes. Sendo assim, fazer esse processo ao menos da primeira vez com o profissional é mais seguro.

Se você quer ser ruiva, mas não tem como ir ao salão a cada 20 dias, preste bastante atenção em como ele faz o procedimento e peça dicas para retocar em casa. Mas lembre-se de sempre seguir a risca as recomendações que vêm na caixinha para não correr nenhum risco desnecessário!

2. Escolha o tom de ruivo adequado

Para escolher o melhor tom de ruivo para você, é importante saber qual a mensagem que deseja passar. Algumas mulheres preferem apostar nos ruivos fantasia, que são intensos, enquanto outras preferem tons mais semelhantes aos ruivos naturais, que tem tonalidades mais acobreadas.

3. Entenda ao menos um pouco sobre colorimetria

Apesar de algumas pessoas acreditarem que a coloração é um procedimento simples, nem sempre é fácil chegar ao tom desejado, na verdade, muitas mulheres procuram os salões com os cabelos com cores completamente diferentes do que esperavam.

Para evitar esse tipo de situação, os profissionais especializados estudam a colorimetria, que analisa como as cores se relacionam entre si, para que seja possível atingir o objetivo que cada cliente deseja. Sendo assim, você não precisa se tornar uma expert, mas é interessante saber como a colorimetria funciona, para evitar situações capilares catastróficas.

4. Pense bem antes de optar por essa cor

O ruivo realmente é uma cor que chama a atenção, realça a beleza e proporciona um charme a mulher, mas quem opta por essa cor precisa saber que ela demanda cuidados extras. Para começar, assim como outros tons, o ruivo sofre oxidação, só que ele ainda desbota com mais facilidade, o que torna necessário retocar o cabelo todo e não apenas a raiz.

Quem é loira e quer ficar ruiva, vai conseguir fazer isso com bastante facilidade, mas sair do ruivo para pintar de outras cores é bem complicado. Sendo assim, se você gosta de mudar o tom de seus cabelos com frequência, pense duas vezes antes de ficar ruiva.

5. Redobre os cuidados

Todas as colorações só podem ser aplicadas quando o cabelo está preparado, ou seja, saudável e hidratado. Isso faz com que a cor fique muito mais intensa, bonita e que permaneça nos fios por mais tempo. Por isso, além de manter a cor sempre viva por meio da tintura de de tonalizantes, você precisará cuidar constantemente dos cabelos.

O shampoo que você usa também afeta a saúde dos fios. Dê preferências à produtos de qualidade e que bloqueiem raios UV. Usar óleos também é bom para manter a maciez e fechar as cutículas dos fios. Evite lavar os cabelos todos os dias — a menos que o seu cabelo seja oleoso — para que seu cabelo vermelho dure por mais tempo.

Agora que você já tem as informações essenciais sobre como ficar ruiva, que tal colocar seu plano em prática? Apesar de tudo, vale muito a pena!

Aproveite e descubra também como e quando fazer a reconstrução capilar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *