Publicado em

5 razões pelas quais não testamos nossos produtos em animais

Aqui na Belletonn nós não testamos os produtos em animais. Embora essa causa esteja se tornando cada vez mais forte, acreditamos que seja importante as pessoas entenderem os motivos que motivam empresas como a nossa a ter essa atitude. Mais do que um ato de conscientização, é um dever que as empresas de cosméticos se tornem responsáveis e deixem de usar animais para testar produtos.

Para que isso aconteça, vocês consumidores precisam entender a causa para que juntos possamos tornar o mundo um lugar melhor. Entenda melhor o assunto neste artigo!

1. Os testes provocam dor e sofrimento aos animais

Os animais são seres vivos que merecem ser respeitados. Assim como os seres humanos, eles sentem medo, dor, tristeza e outras emoções. Os testes a que são submetidos geralmente provocam muita dor e nem mesmo anestésicos são usados.

Um exemplo é o teste feito para medir os efeitos químicos de cosméticos nos olhos. Costumam ser feitos com coelhos, por terem olhos grandes e serem fáceis de manusear. Basicamente o animal é imobilizado e o produto é colocado nos olhos.

Eles podem ser expostos a várias horas para testar os efeitos e depois são sacrificados para verificar os efeitos também no organismo. Não adentraremos no assunto para preservar as pessoas mais sensíveis, mas, caso você queira saber mais, é possível verificar os outros testes que costumam ser feitos por meio do site da PEA (Projeto Esperança Animal).

2. A eficiência deste tipo de teste não é completamente comprovada

Cada espécie tem diferenças em seu organismo. Isso significa que os efeitos de um produto em um rato, são diferentes dos efeitos em coelhos, cães, gatos e primatas. Para se ter uma noção, diversos testes em animais acabaram atrapalhando o uso de substância em humanos, pois causavam reações nos animais, mas depois foi descoberto que em humanos não havia efeito colateral. O flúor é um exemplo.

Outros testes feitos em animais não tiveram reações negativas, mas quando humanos passaram a utilizá-lo surgiram efeitos colaterais graves, incluindo morte. Atualmente já se sabe que existem muitas alternativas a esses métodos, como você verá mais adiante. A grande verdade é que este mercado movimenta muito dinheiro, o que seria uma razão para várias empresas continuarem testando seus produtos em animais.

3. Existem excelentes alternativas

Com os avanços tecnológicos, não é mais necessário usar animais para a realização dos testes. Na verdade, agora é possível utilizas células-tronco e tecidos tridimensionais humanos que proporcionam resultados mais precisos — quando comparados aos testes em animais.

Pesquisadores brasileiros também têm utilizado análise genômica e sistemas biológicos in vitro. Mesmo as vacinas já podem ser fabricadas utilizando a cultura de células do homem. Todos esses fatos mostram que é possível realizar os testes de diversas formas e disponibilizar produtos cosméticos seguros, sem precisar usar animais para isso.

4. É crime

O artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/98) prevê que ” quem realiza experiência dolorosa ou cruel ou animal vivo, ainda que para fins didáticos e científicos, quando existirem recursos alternativos ” é crime e resulta em multa e pena de três meses até um ano.

5. Queremos colaborar para um mundo melhor

Acreditamos que mudar o mundo para que ele se torne um lugar melhor é muito importante e uma das formas que encontramos foi esta. A abolição dos testes depende também dos consumidores, que precisam optar por produtos que sejam testados por outros métodos e exigir o fim da utilização dos animais.

Para saber se os produtos são testados em animais, procure por algo na embalagem que indique este fato. Normalmente, assim como a Belletonn, as empresas colocam um selo. Caso não haja, você também pode ligar para o SAC ou verificar as listas disponibilizadas em organizações não governamentais como a PEA e a PETA.

Agora que você já sabe porque não testamos nossos produtos em animais, descubra também se usar produtos de cabelo livres de química realmente vale a pena!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *