Publicado em

Saiba quando e como fazer a reconstrução capilar!

Seus cabelos estão quebradiços, elásticos, ressecados, sem vida e com muitos danos? Pode ser a hora de fazer a reconstrução capilar. Embora ele seja indicado para essas situações, todos os cabelos que são quimicamente tratados normalmente precisam da reconstrução. Que tal aprender agora mesmo como fazer esse procedimento?

Entenda o que é a reconstrução

Diariamente o cabelo sofre com processos como descoloração e coloração, alisamento, progressiva, uso de chapinha, baby liss, secadores e várias outras agressões que o danificam. É normal que ele precise sempre de cuidados, mas hidratar, apesar de ser importantíssimo, pode não ser o suficiente. É aí que entra a reconstrução.

Como o próprio nome indica, ela de fato reconstrói o cabelo, agindo de dentro para fora, renovando as camadas internas e selando as cutículas dos fios. Ela repõe a queratina, devolve o brilho e também reduz o frizz. Entretanto, também deixa o cabelo mais forte e mais rígido, por isso, deve ser feita de forma adequada.

O ideal é que você comece a fazer a reconstrução capilar a cada 15 dias ou uma vez por mês. Quando feita em excesso, ela pode deixar os cabelos mais “duros”, facilitando a quebra. Você também pode evitar isso fazendo uma hidratação antes e outra depois da reconstrução.

Conheça os produtos usados para fazer a reconstrução capilar

Para fazer a reconstrução capilar você vai precisar de alguns produtos específicos, como um shampoo, máscara, queratina e ampolas. Você pode, inclusive, adquiri-los facilmente em kits, para facilitar e ter tudo o que precisa para fazer a sua reconstrução sempre à mão.

O shampoo vai tirar os resíduos e a sujeira acumulada no cabelo, facilitando a entrada dos próximos produtos. Ele é o primeiro produto utilizado e é aplicado duas vezes.

Depois, será preciso retirar o excesso de água e aplicar a máscara, que deve agir por 10 a 15 minutos. Ela geralmente contém proteínas, aminoácidos e queratina e têm a função de hidratar, nutrir e reconstruir os fios.

Depois que o cabelo é enxaguado e a máscara é retirada, a ampola, é aplicada e precisa agir por 5 minutos. Concentrada, as ampolas são muito eficientes e podem ajudar bastante durante a reconstrução.

Por fim o cabelo é enxaguado e a queratina é aplicada. É ela que proporciona elasticidade, força e resistência. Sua falta faz com que o cabelo perca nutrientes e água, ficando poroso, quebradiço e elástico.

Além de reconstruir o fio, a queratina ainda ajuda a proteger o cabelo do contato com a água quente, cloro, água do mar, colorações, mechas e várias outras agressões. Justamente por esse motivo é um dos ingredientes essenciais na reconstrução capilar.

Saiba o que fazer além da reconstrução

Embora fazer a reconstrução ajude muito o cabelo, existem também outros procedimentos que devem ser feitos. O ideal é fazer o cronograma capilar, que é um procedimento em que são feitos três procedimentos essenciais para os cabelos: a hidratação, a nutrição e a reconstrução.

Embora as três sejam feitas, o cronograma é focado na que você mais precisa, ou seja, você pode começar a fazer a reconstrução capilar e depois apenas prosseguir com o cronograma. Legal, não é?

Gostou do artigo? Então curta a nossa fanpage no Facebook e fique por dentro de todas as outras dicas que passaremos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *